Ubuntu Server 18.04 -Ambiente de desenvolvimento II [ PostgreSQL ]

Leia Parte I : Clique aqui…

Ubuntu Server + Posgresql + Apache + PHP 7 + servidor FTP (proftpd)

Continuando com nosso tutorial agora vamos instalar em nosso servidor de desenvolvimento web o SGBD Postgresql ( https://www.postgresql.org/download/ )

 

Passo 1 : Instalando o SGBD Postgresql

Vamos conferir se o local é pt_BT.UTF-8 para facilitar a nossa vida de gerenciador de banco de dados.

$ locale

 

Se estiver ok, vamos em frente, se não volte ao tutorial anterior.

Agora vamos criar um arquivo com o editor Nano.

$ sudo nano /etc/apt/sources.list.d/pgdg.list

Escreva:

deb http://apt.postgresql.org/pub/repos/apt/ bionic-pgdg main

Salve o arquivo CRTL+O  e saia do editor com CTRL+X

Continue digitando:

$ wget -q https://www.postgresql.org/media/keys/ACCC4CF8.asc -O- | sudo apt-key add –

$ sudo apt update

$ sudo apt install -y postgresql-10

Vamos verificar se o serviço esta rodando, faça isso com a seguinte instrução:

$ sudo systemctl status postgresql

Um texto em destaque verde dizendo (Active) mostra que está ativo.

 

Passo 2 : Configurando o PostgreSql

 

$ sudo su postgres

postgres@powerweb:/$ (Se você observar vai perceber que a palavra postgres aparece antes do nome que você colocou no servidor, esse é um indicativo de que o SGBD está instalado e funcionando;

Nesse prompt digite:

postgres@powerweb:/$ psql

postgres@powerweb:/$ \l

Você verá a versão do seu PostgreSQL como na imagem abaixo

Verificando instalção Postgresql

Verificando instalção Postgresql

Digite:

postgres=#  \quit    (para sair do psql)

postgres@powerweb:/$ exit   (para sair do PostgreSql)

 

  • Agora o vamos criar uma senha para o usuário administrador do SGBD PostgreSQL (usuário padrão é postgres )

$ sudo passwd postgres

[sudo] Senha para usuario:         (sua senha de usuário aqui)

Digite a nova senha para UNIX:      (a senha do usuário postgres no banco de dados)
Redigite a nova senha para UNIX:     (confirme a senha do postgres)

Após esse procedimento vamos logar no SGBD PostgreSql;

$ su postgres

Senha   (aqui vai a senha do usuário postgres que você acabou de alterar)

postgres@powerweb:/$

Se aparece esse prompt você já esta no banco de dados PostgreSLQ, logado com a nova senha do usuário postgres, agora temos mais um passo, que é alterar a senha do usuário postgres dentro do banco. Digite:

postgres@powerweb:/$  psql

postgres=# \password postgres
postgres=# \du (mostra permissões usuário)
postgres=# \quit

postgres@powerweb:/$  exit   (Volta para o seu usário Ubuntu )

 

  • Permitir acesso externo ao banco de dados  PostgreSql

Por padrão o PostgreSQL só permite acesso ao SGBD na máquina local, opcionalmente podemos habilitar o acesso de outras máquinas, assim se você tiver o PgAdmim instalado no seu Windows por exemplo, pode acessar usando o endereço IP do Servidor, ou se você desenvolve sistemas desktop.

Digite:

$ cd  /etc/postgresql/10/main
$ ls -l
$ sudo cp postgresql.conf  postgresql.conf.bkp (copiar para segurança)
$ ls -l
$ sudo nano postgresql.conf

Em CONNECTIONS AND AUTHENTICATION
Retire o símbolo de comentário # do listen_addresses e;
altere onde esta ‘localhost‘ para ‘*

Permitindo acesso externo ao PostgreSQL

Permitindo acesso externo ao PostgreSQL

Salve CTRL+O e CTRL+X

Continuando vamos configurar o alcance dos acessos externos ao PostgreSql:

$ cd  /etc/postgresql/10/main
$ ls -l
$ sudo cp pg_hba.conf pg_hba.conf.bkp (copiar para segurança)
$ ls -l
$ sudo nano pg_hba.conf

No editor nano no final do arquivo vamos digitar:

host all all 0.0.0.0/0  md5     
Salve CTRL+O e CTRL+X
( poderia ser 192.168.0.0/32 nossa rede, melhorando a segurança )

Feito isso vamos reiniciar o servidor PostgreSQL  para isso digite:

$ sudo systemctl restart postgresql

Lembrando que abrir o acesso ao PostgreSQL para toda rede é uma falha de segurança por isso essa dica é opcional.

 

 

Ajude a manter o BLOG – Faça uma Colaboração :

Criptomoeda Doge:

D7erXNGo3cYcXhVnPny3CGwrr2yc9azuAV

Faça uma doação na criptomoeda Doge

 

 

– – / / – –

—- [ Conheça nosso sistema de gestão comercial: POWER Admc ] —-

https://poweradmc.wordpress.com/

 

Fontes:

https://www.postgresql.org/download/linux/ubuntu/

http://www.codebind.com/linux-tutorials/install-postgresql-9-6-ubuntu-18-04-lts-linux/

https://www.itzgeek.com/how-tos/linux/ubuntu-how-tos/how-to-install-postgresql-10-on-ubuntu-18-04-lts.html

Anúncios
Publicado em Banco de Dados, html, linux, Postgresql, Programação, Programação PHP, ubuntu | Marcado com , , , , , , , , , | 1 Comentário

Ubuntu Server 18.04 -Ambiente de desenvolvimento I [ Servidor ]

Ubuntu Server + Posgresql + Apache + PHP 7 + servidor FTP (proftpd)

Saiu nova versão do  Ubuntu Server 18.04 (Bionic Beaver) , consegui um tempinho.  vamos criar uma maquina virtual ( VM ) com um ambiente para desenvolvimento web com os recursos especificados acima.

Nesse primeiro post, vou instalar e atualizar a nova versão desse SO, fiz umas pesquisas e descobri que tem uma versão live e outra não,  preciso pesquisar mais para saber as diferenças, mas no site do Ubuntu a versão padrão para download é a live, vou usar essa, outra informação daqui para frente somente versões 64 bits serão disponibilizadas.

 

Pré requisitos:
– Ter o programa VirtualBox ( https://www.virtualbox.org/wiki/Downloads ) instalado na sua máquina
– Baixar o Ubuntu Server 18.04 64 bit ( https://www.ubuntu.com/download/server )

 

Passo 1: Instalando o Ubuntu Server no Virtualbox

No VirtualBox, clique em NOVO
Coloque um nome para identificar seu servidor na VM, não é o nome do servidor no Ubuntu ainda.
Escolha Linux
Versão: Ubuntu (64 bit)

Instalando Ubuntu Server 18.04 no VirtualBox

Instalando Ubuntu Server 18.04 no VirtualBox

O tamanho da memória pode ficar em 1024 Mb
O disco pode ser de 10GB

Ao clicar em concluir a sua maquina virtual aparece como desligada antes de ligar vamos fazer algumas configurações.

a) Em Maquina/configurações: Desmarque [ ]-Habilitar Áudio;
b) Inicialmente deixe a Rede/Lan em modo NAT para termos acesso a internet e baixar as atualizações do Ubuntu Server
c) Em Armazenamento DRIVER Ótico, selecione a imagem que você baixou veja os pré requisitos;
d) Inicie o sistema

Instalando.. Cadê português ?

Instalando.. Cadê português ?

Opa… cade o “português”

Instalando.. Cadê português ? Mas tudo bem vamos em frente depois configuramos, português Brasil.
– Install Ubuntu

Configure o nome do servidor e o seu usuário.

Configure seu servidor web Ubuntu

Configure seu servidor web Ubuntu

Inicie o seu servidor e atualize.

$ sudo apt update

Atualizando Ubuntu Server

Atualizando Ubuntu Server

Eu já aproveitei e fiz um upgrade no sistema, antes de colocar em produção.

$ sudo apt upgrade

 

Passo 2:  Vamos verificar / configurar o Locale:

$ locale

Configurando Português Brasil - pt-br

Configurando Português Brasil – pt-br

Como vc pode perceber está configurado para en_US, vamos resolver isso:

$ sudo locale-gen pt_BR.UTF-8
$ locale -a
$ sudo dpkg-reconfigure locales

Configurando Teclado / Idioma pt_BR

Configurando Teclado / Idioma pt_BR

Configurando Teclado / Idioma pt_BR

Configurando Teclado / Idioma pt_BR

 

$ sudo locale-gen pt_BR.utf-8
$ sudo update-locale LANG=pt_BR.utf-8

 

Passo 3:  Configurando IP estático no Ubuntu Server

Vamos precisar definir um IP estático para nosso servidor, isso é feito de forma um pouco diferente das versões anteriores do Ubuntu.
O arquivo de configuração de rede tradicional /etc/network/interfaces não é mais usado.

Desligue o servidor

$ poweroff

Mude a configuração no VirtualBox da placa de rede para Bridge

Entre no Ubuntu Server novamente

$ sudo nano /etc/netplan/01-netcfg.yaml

Atenção: a identação do texto é importante digite:

Configurando Rede manualmente

Configurando Rede manualmente

 

Para reiniciar sua rede:

$ sudo netplan generate
$ sudo netplan apply

 

Agora vamos editar o arquivo hosts

$ cd /etc
$ sudo cp hosts hosts.bkp
$ sudo nano hosts

Mude o endereço IP do seu servidor e o nome se for necessário:

Configurando IP / Nome do servidor

Configurando IP / Nome do servidor

Reinicie seu servidor, faça login e digite:

$ ifconfig

IP fixo configurado no servidor Ubuntu

IP fixo configurado no servidor Ubuntu

Tem que aparecer o IP-4 com o endereço que você definiu.

Bom fui testar e descobri o que o ping no endereço que eu defini estava ok, mas não resolvia o nome, veja:

Resolvendo nomes no Ubuntu 18.04

Resolvendo nomes no Ubuntu 18.04

Vamos resolver isso, removendo pacotes para nuvem no servidor Ubuntu 18 :

$ sudo apt remove cloud-init cloud-initramfs-copymods cloud-initramfs-dyn-netconf

$ sudo hostnamectl set-hostname powerweb

$ sudo cp /etc/cloud/cloud.cfg   /etc/cloud/cloud.cfg.bkp
$ sudo nano  /etc/cloud/cloud.cfg

Nesse arquivo substitua a linha:

preserve_hostname: false
Por:
preserve_hostname: true

Depois de gravar o arquivo

$ sudo reboot

 

A V I S O / BUG:

Data: (05 junho 2018) Os nomes não estão sendo resolvidos sem o uso de domínios no Ubuntu 18.04, foi reportado como BUG no fórum do sistema, aguardando uma solução,  vou seguir o tutorial usando o endereço IP para acessar o servidor.

https://bugs.launchpad.net/ubuntu/+source/systemd/+bug/1699660

 

Fontes:

http://www.linhadecomando.com/so-linux/linux-instalando-o-locale-pt_br-utf-8

https://websiteforstudents.com/configure-static-ip-addresses-on-ubuntu-18-04-beta/

https://linuxconfig.org/how-to-change-hostname-on-ubuntu-18-04-bionic-beaver-linux

http://www.cleuber.com.br/index.php/2014/09/08/criando-servidor-de-ftp-facilmente-no-ubuntu-14-04-com-proftp

https://www.tecdicas.com/20/como-criar-um-servidor-ftp-no-ubuntu-debian

 

Ajude a manter o BLOG – Faça uma Colaboração :

Criptomoeda Doge:

D7erXNGo3cYcXhVnPny3CGwrr2yc9azuAV

Faça uma doação na criptomoeda Doge

 

 

– – / / – –

—- [ Conheça nosso sistema de gestão comercial: POWER Admc ] —-

https://poweradmc.wordpress.com/

 

Publicado em Banco de Dados, linux, Postgresql, Programação PHP, ubuntu | Marcado com , , , , , , , , , | 2 Comentários

Acessar maquina Windows da sua rede no Ubuntu 18.04 com VNC

 

Hoje resolvi instalar um software para acessar remotamente uma maquina Windows que esta na minha rede, usando o TightVNC https://www.tightvnc.com/

1) A instalação no Windows não requer prática nem habilidade só fazer download e instalar, colocando uma senha para acesso.
Para esse exemplo só o server do VNC já resolveria, mas como sugestão selecione o viewer também.

 

Download aqui: https://www.tightvnc.com/download.php

Após o final da instalação no Windows, vamos apenas conferir o endereço IP da sua maquina, para isso, abra o prompt de comandos do Windows e digite ipconfig.
Veja ali por exemplo:
192.168.1.7

 

2) Agora no Linux Ubuntu 18.04

$ sudo apt-get update
$ sudo apt install nmap

$ sudo su
$ apt-get install tightvncserver xtightvncviewer

ou opcionalmente

$ apt-get install tightvncserver xtightvncviewer tightvnc-java

Após instalado vamos configurar senhas servidor / viewer:

$ vncpasswd

Digite a senha e repita para confirmar

Vai ser solicitado se você quer criar uma senha apenas para visualização
Se você quiser só digitar a senha e confirmar

 

Conectar na maquina cliente :

$ nmap 192.168.1.7 -Pn

Só para conferir se o IP e a porta (normalmente a porta é 5900 ), você pode perceber que uma porta 5800/tcp (vnc-http) está aberta, e pode ser explorada vai web com o tightvnc-java na instalação opcional

O comando nmap mostra as portas aberta

O comando nmap mostra as portas aberta

vncviewer IP maquina : porta

$ vncviewer 192.168.1.7:5900

 

Atenção: Fiz teste no Windows-7 – 64 bits deu tudo certo, fui testar no Windows 10 e não funcionou.

 

No Windows 10 a segurança foi melhorada e para acesso é preciso os seguintes passo:

1) Para permitir PING no Windows 10

Abra o prompt de comando como Administrador e cole a seguinte linha

netsh advfirewall firewall add rule name=”All ICMP V4″ protocol=icmpv4:any,any dir=in action=allow

netsh advfirewall firewall add rule name=”All ICMP V6″ protocol=icmpv6:any,any dir=in action=allow

Pode pingar do seu Ubuntu a maquina Windows-10  com:

$ ping 192.168.1.7

2) Agora precisamos liberar o acesso do VNC na porta 5900

Para liberar portas no Firewall do Windows-10, na Pesquisa / Cortana escreva “Firewall”, clique em Windows Defender Firewall, siga o exemplo abaixo para criar uma regra no Windows 10 que permita o acesso remoto pelo VNC na porta 5900.

Localizando Firewall do Windows-10

Localizando Firewall do Windows-10

 

Passos:

firewall-win-10

Configurando Portas no Firewall do windows-10

Configurando Portas no Firewall do windows-10

Configurando Portas no Firewall do windows-10

Configurando Portas no Firewall do windows-10

 

Configurando Portas no Firewall do windows-10

Configurando Portas no Firewall do windows-10

 

Pronto, uma nova regra de entrada já foi criada e já deve estar em funcionamento.

 

IMPORTANTE: Com modem roteado, será necessário efetuar o (redirecionamento / encaminhamento de portas) ou continuará sem conseguir acessar via VNC, mas isso é tema para um outro post.

 

 

Ajude a manter o BLOG – Faça uma Colaboração :

Criptomoeda Doge:

D7erXNGo3cYcXhVnPny3CGwrr2yc9azuAV

Faça uma doação na criptomoeda Doge

Doação DOGE

– – / / – –

—- [ Conheça nosso sistema de gestão comercial: POWER Admc ] —-

https://poweradmc.wordpress.com/

 

 

Publicado em Computadores e a Internet, Dicas Windows, Internet - Segurança, linux, ubuntu | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Minerando ( Hexxcoin ) HXX com sua CPU no Ubuntu 18.04

 

Hoje trago para vocês um tutorial Linux, como minerar HXX com seu computador. Como essa moeda, até o momento só é minerável com CPU, essa é uma boa opção, muito embora no momento que escrevo esse texto a dificuldade de mineração esteja alta o valor da mesma também está alto, então porque não tentar.

Mesmo esse tutorial sendo direcionado para esse SO (Ubuntu 18.04) quem usa Windows não vai ter dificuldade nenhuma em minerar essa moeda, até porque existe uma versão compilada do minerador sugerido, nesse caso vá direto ao item 3, desse tutorial.

 

Site oficial da moeda: https://hexxcoin.net/
Wallets (carteiras) : https://github.com/hexxcointakeover/hexxcoin/releases
Pool Oficial: https://hxx-pool2.chainsilo.com/   a taxa aqui é alta 3%

Minerador: (CpuMiner-Opt) https://github.com/JayDDee/cpuminer-opt

Povo do Windows aqui encontra o minerador já compilado :
https://github.com/JayDDee/cpuminer-opt/releases

 

1) Vamos instalar o minerador:

A velha e tradicional atualização:

$ sudo apt-get update

Instalando dependências:

$ sudo apt-get install build-essential libssl-dev libcurl4-openssl-dev libjansson-dev libgmp-dev automake zlib1g-dev libncurses5-dev pkg-config yasm

 

Clonando cpuminer-opt

$ sudo apt install git  (se você ainda não usou nenhuma vez o git)

$ git clone https://github.com/JayDDee/cpuminer-opt.git

$ cd cpuminer-opt/
$ ./autogen.sh
$ ./configure CFLAGS=”-O3″
$ ./configure –with-curl
$ make

clonando-cpu-miner

Se não deu erro teste o seu minerador:

$ ./cpuminer –help

Testando o minerador cpuminer-opt

Testando o minerador cpuminer-opt

2) Vamos instalar a nossa Wallet (carteira) HXX

Faça download em:
https://github.com/hexxcointakeover/hexxcoin/releases

Como não tem um .deb eu escolhi a versão Linux-64.taz.gz

Abra o terminal (Ctrl + ALT + T)

$ cd Downloads/
$ mkdir criptomoedas
$ mkdir criptomoedas/hxx
$ mv linux-x64.tar.gz criptomoedas/hxx
$ cd criptomoedas/hxx
$ tar -zxvf linux-x64.tar.gz

verifique com

$ ls

Tem três arquivos, vamos executar um deles

$ ./hexxcoin-qt

Na janela que se abre, só confirme sem alterar nada, e pronto ja temos a sua wallet funcionando.

Instalando sua carteira (wallet) HXX

Instalando sua carteira (wallet) HXX

 

3) Descubra o seu endereço de recebimento de moedas, com a wallet aberta:

Clique no menu FILE de depois em Receiving Adresses
Na janela que abre selecione a primeira linha e clique em COPIAR (sempre que precisar saber o endereço da sua carteira só seguir esses passos)

Sua Wallet/carteira HXX

Sua Wallet/carteira HXX

4) Fazendo cadastro na pool para pode minerar HXX

No site da pool:
https://hxx-pool2.chainsilo.com/index.php
Lá no canto superior direito clique na palavra GUEST e depois em SING UP

Preencha seu cadastro, atenção ao seu nome de usuário, que vai ser usado para minerar;

Cadastro na Pool HXX

Cadastro na Pool HXX

– Feito o cadastro precisamos criar um (Worker) trabalhador dentro da Pool

– Faça login (seu email e senha);
– Após logar clique na opção My Accont e depois em My Workers ao lado em Add New Worker crie um nome e uma senha para seu trabalhador (eu por exemplo criei x e x), depois clique no botão verde [Add New Worker]
– depois que o lado em Worker Configuration clique no botão [Update Workers]

Criando trabalhadores works na pool

Criando trabalhadores works na pool

Com essas informações completadas já podemos começar a mineração com nosso computador

 

5) Colocando a sua CPU para minerar:

– Abra o terminal do Ubuntu (Ctrl + ALT + T)

$ cd cpuminer-opt/
$ ./cpuminer -a lyra2z330 -o stratum+tcp://hxx-pool2.chainsilo.com:3033 -u susviela.x -p x

Onde:
susviela (nome do usuário criado no cadastro da pool
x = nome do worker e o x no final é a senha do mesmo;

Minerando critomoeda hxx no ubuntu com o cpuminer-opt

Minerando critomoeda hxx no ubuntu com o cpuminer-opt

 

Uma dica: A instrução acima usa todos os núcleos da sua CPU, se você achar que a maquina fica lenta e quiser limitar, pode usar o parâmetro -t no final.

Por exemplo para usar apenas UM núcleo:

./cpuminer -a lyra2z330 -o stratum+tcp://hxx-pool2.chainsilo.com:3033 -u susviela.x -p x -t 1

 

Ajude a manter o BLOG – Faça uma Colaboração :

Criptomoeda Doge:

D7erXNGo3cYcXhVnPny3CGwrr2yc9azuAV

Faça uma doação na criptomoeda Doge

Doação DOGE

 

 

Fontes:
https://askubuntu.com/questions/457526/how-can-i-install-cpuminer
https://github.com/JayDDee/cpuminer-opt/blob/master/RELEASE_NOTES

 

 

– – / / – –

—- [ Conheça nosso sistema de gestão comercial: POWER Admc ] —-

https://poweradmc.wordpress.com/

 

 

Publicado em Computadores e a Internet, Criptomoedas, linux | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Alterando nome do servidor Linux (hostname / host)

 

Uma dica rápida, para quem precisa mudar o nome do seu servidor:
São dois passos:
1) Aquele nome que aparece no login ( usuario@servidor01 ) [host]
2) Aquele nome que você visualiza usando o comando ping. [hostname]

Testado no Linux Ubuntu 17.10 minimal .

1) Edite o arquivo hosts

$ sudo nano /etc/hosts

Mude a linha onde está escrito o nome que você quer substituir.
Grave: CTRL+O    e saia do editor com CTRL+X

Editando hosts Ubuntu Server

Editando hosts Ubuntu Server

2) Edite o arquivo hostname

$ sudo nano /etc/hostname

Mude a linha onde está escrito o nome que você quer substituir.
Grave: CTRL+O    e saia do editor com CTRL+X

Agora você pode reiniciar o servidor para efetivar a mudança;

$ reboot

 

 

 

– – / / – –

—- [ Conheça nosso sistema de gestão comercial: POWER Admc ] —-

https://poweradmc.wordpress.com/

 

 

Publicado em Computadores e a Internet | Deixe um comentário

Ubuntu Server 17.10 + PostgreSql + Apache + PHP 7 + servidor FTP (proftpd)

Ubuntu Server 17.10 + Posgresql + Apache + PHP 7 + servidor FTP (proftpd)

Hoje vamos criar uma maquina virtual ( VM ) com um ambiente para desenvolvimento web com os recursos especificados acima.

 

Pré requisitos:
– Ter o programa VirtualBox ( https://www.virtualbox.org/wiki/Downloads ) instalado na sua máquina
– Baixar o Ubuntu Server 17.10 64 bit ( https://www.ubuntu.com/download/server )
– Opcional – Baixar o Cliente FTP Filezilla ( $ sudo apt install filezilla )

 

Passo 1: Instalando o Ubuntu Server 17.10 64 bit no Virtualbox

No VirtualBox, clique em NOVO
Coloque um nome para identificar seu servidor na VM, não é o nome do servidor no Ubuntu ainda.
Escolha Linux
Versão: Ubuntu (64 bit)

Instalando Ubuntu Server 17.10 no VirualBox

Instalando Ubuntu Server 17.10 no VirualBox

O tamanho da memória pode ficar em 1024 Mb
O disco pode ser de 10GB

Ao clicar em concluir a sua maquina virtual aparece como desligada antes de ligar vamos fazer algumas configurações.

a) Em Maquina/configurações: Desmarque [ ]-Habilitar Áudio;
b) Inicialmente deixe a Rede/Lan em modo NAT para termos acesso a internet e baixar as atualizações do Ubuntu Server
c) Em Armazenamento DRIVER Ótico, selecione a imagem que você baixou veja os pré requisitos;

Configure o nome do servidor e o seu usuário.

 

Detalhes de como instalar / configurar o seu servidor:
Veja uma versão anterior desse tutorial
( https://susviela.wordpress.com/2017/04/23/ubuntu-server-17-ssh-samba-postgresql-apache-php-parte-i/ )

Inicie o seu servidor e atualize.

$ sudo apt-get update

Ubuntu Server 17.10 instalado e atualizado

Ubuntu Server 17.10 instalado e atualizado

 

Vamos precisar definir um IP estático para nosso servidor, isso é feito de forma um pouco diferente das versões anteriores do Ubuntu.
O arquivo de configuração de rede tradicional /etc/network/interfaces não é mais usado.

Desligue o servidor

$ poweroff

Mude a configuração no VirtualBox da placa de rede para Bridge

 

$ cd /etc/netplan/
$ sudo cp 01-netcfg.yaml  01-netcfg.yaml.bkp
$ sudo nano 01-netcfg.yaml

Atenção: a identação do texto é importante

Para reiniciar sua rede:

$ sudo netplan generate
$ sudo netplan apply

 

Agora vamos editar o arquivo hosts

$ cd /etc
$ sudo cp hosts hosts.bkp
$ sudo nano hosts

Mude o endereço IP do seu servidor e o nome se for necessário:

Editando arquivo hosts Ubuntu 17.10

Editando arquivo hosts Ubuntu 17.10

depois digite:

$ echo nomeseuserver> / etc / hostname

$ hostname nomeseuserver

reinicie seu servidor, faça login e digite:

$ ifconfig

tem que aparecer o IP-4 com o endereço que você definiu.

Abra um terminal no seu computador e pode pingar no seu servidor para testar: Veja imagem.

Servidor Ubuntu configurado

Servidor Ubuntu configurado

Fonte: https://www.howtoforge.com/tutorial/ubuntu-minimal-server-install/2/

 

Dica: Se após usar um endereço IP fixo a atualização do seu Ubuntu ficar lenta, faça o seguinte:

Podemos priorizar a resposta de resoluções de DNS IPv4 através do arquivo gai.conf (basta remover o comentário que antecede a linha)

$ sudo nano /etc/gai.conf

precedence ::ffff:0:0/96 100

Fonte: http://linuxfirewall.com.br/linuxwp/instalacao/ipv6-desabilitar-ou-nao/

 

Uma vantagem em usar o VirtualBox é que você pode desligar a maquina salvando o seu estado atual (exatamente como se fosse um notebook) basta clicar no X na janela onde a VM está rodando. Outra vantagem é que você pode exportar essa VM para um outro computador, e até um outro SO.

O melhor mesmo é desligar o servidor.

Feito isso já temos o servidor Ubuntu instalado e atualizado.

 

Passo 2: Instalando Postgresql

$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install postgresql postgresql-contrib

Tem algumas configurações que devem ser feitas no SGBD PostgreSql veja o link.
Detalhes como instalar configurar o SGBD PostgreSql:
https://susviela.wordpress.com/2017/04/23/ubuntu-server-17-ssh-samba-postgresql-apache-php-parte-v/

 

Passo 3: Instalando Servidor Web Apache

$ sudo apt-get install apache2

Feito isso o servidor web já pode ser acessado na sua rede com o endereço IP que você definiu para o servidor, digite no seu navegador: http://192.168.1.99 (esse foi o endereço que eu defini para o meu servidor) ou ainda pode usar nome que você definiu http://saudadeonline/  (esse foi o nome que eu defini )

 

Passo 4: Instalando o PHP

$ sudo apt-get install php
$ sudo apt-get install php7.1-xml

( PDO para o PHP/Postgresql – se você achar necessário )

$ sudo apt-get install php7.1-pgsql

 

Se por algum outro motivo, você precisar fica a dica abaixo;

——[Dica-1: Editando o arquivo php.ini ]—–

$ cd /etc/php/7.1/apache2
$ sudo cp php.ini php.ini.bkp
$ sudo nano php.ini

Salve o arquivo CTRL+O e saia CTRL+X

——[Fim da dica]—–

Mais detalhes sobre uma instalação PHP em:

( https://susviela.wordpress.com/2017/04/25/ubuntu-server-17-ssh-samba-postgresql-apache-php-parte-vii/ )

 

Passo 5:  Instalando Servidor FTP (proftpd)

$ sudo apt-get install proftpd

após a instalação vamos configurar.

$ cd /etc/proftpd/
$ sudo cp proftpd.conf proftpd.conf.bkp
$ sudo nano proftpd.conf

a) Localize “ServerName”, por volta da linha 15, e altere o nome “Debian” para o nome do seu servidor de FTP.

b) Agora procure pelo Item “User” aproximadamente na linha 68.
O nome de usuário padrão é o proftpd, e o grupo está como “nogroup”

– altere os dois, sugestão: [seu usuario] e o grupo [ftp]

Gravar e sair do nano (CTRL+O / CTRL + X)

Vamos criar o grupo ftp

$ sudo addgroup ftp
$ sudo addgroup [seu usuario] ftp

Como instalamos o servidor web Apache temos que der permissão para o usuario escrever na pasta

$ sudo chown -R 777 /var/www/html

Pronto você já pode acessar seu servidor web via FTP.

Servidor FTP Proftpd no Ubuntu

Servidor FTP Proftpd no Ubuntu

 

Fontes:
http://www.cleuber.com.br/index.php/2014/09/08/criando-servidor-de-ftp-facilmente-no-ubuntu-14-04-com-proftp

https://www.tecdicas.com/20/como-criar-um-servidor-ftp-no-ubuntu-debian

 

Ajude a manter o BLOG – Faça uma Colaboração :

Criptomoeda Doge:

D7erXNGo3cYcXhVnPny3CGwrr2yc9azuAV

Faça uma doação na criptomoeda Doge

 

 

 

– – / / – –

—- [ Conheça nosso sistema de gestão comercial: POWER Admc ] —-

https://poweradmc.wordpress.com/

Publicado em Banco de Dados, linux, Postgresql, Programação PHP, ubuntu | Marcado com , , , , , , , | 2 Comentários

Minerar BitSend (BSD) Ubuntu 17.10

Como minerar a criptomoeda BitSend (BSD) usando apenas a sua CPU, com o sistema operacional Ubuntu 17.10.

Uma das características dessa moeda é o algorítimo xevan, o que facilita o uso de CPUs para resolver os cálculos de criptografia, uma das poucas que ainda é considerada rentável para esse tipo de mineração, por esse motivo escolhi ela para esse texto.

Vou considerar que você já instalou o seu SO Ubuntu e que tem noção básica de comandos no terminal Linux, um pouco de conhecimento sobre criptomoedas também é necessário.

Passo-1:
Compilando e testando o Minerador CPUMINER-MULTI / Ubuntu 17.10

$ sudo apt-get update
$ sudo apt install git

$ sudo apt-get install automake autoconf pkg-config libcurl4-openssl-dev libjansson-dev libssl-dev libgmp-dev make g++

$ git clone https://github.com/tpruvot/cpuminer-multi.git

$ ls -al

#compilando
$ cd cpuminer-multi/
$ ./build.sh

#testar se está tudo OK
$ ./cpuminer –help

Uma imagem parecida com essa abaixo, deve ser o resultado :

Help do programa cpuminer no Ubuntu 17.10

Help do programa cpuminer no Ubuntu 17.10

Agora já temos o programa de mineração e podemos começar.

 

Passo-2:
Minerando a criptomoeda BitSend (BSD)

BITSEND (BSD) – Mineração pela CPU na  Pool SUPRNOVA
(que no momento que escrevo esse texto é uma das que tem essa moeda, BSD, disponível para mineração).

Link da pool: https://bsd.suprnova.cc/index.php

Abra o seu terminar do Linux no Ubuntu e digite:

$ cd cpuminer-multi/

./cpuminer -a xevan -o stratum+tcp://bsd.suprnova.cc:8686 -u user.work -p senha -t 2

Obervação: Parâmetros
-u user.work (nome do usuário na pool, ponto e o nome do trabalhador)
-p senha ( senha do work / trabalhador )
-t 2 (opcional indica o número de núcleos do seu processador que o programa deve usar, se omitido usa todos )

Minerando BitSend (BSD) no ubuntu

Minerando BitSend (BSD)

Uma imagem parecida com essa acima indica que você já está minerando essa criptomoeda.

 

Atualização: 29/out/2017

Se você quiser minerar Monero (XMR) na pool Minergate usando CPU no S.O. Ubuntu, basta abrir o terminal Linux e digitar as seguintes linhas de comando:

$ cd cpuminer-multi/

$ ./cpuminer -a cryptonight -o stratum+tcp://xdn-xmr.pool.minergate.com:45790 -u susviela@gmail.com -p x

* Troque para seu e-mail na Minergate.

 

– – // —

Ajude a manter o BLOG – Faça uma Colaboração :

Criptomoeda Doge:

D7erXNGo3cYcXhVnPny3CGwrr2yc9azuAV

Faça uma doação na criptomoeda Doge

Doação DOGE

 

 

 

 

 

 

Fonte de informação/pesquisa:
https://github.com/tpruvot/cpuminer-multi ( baixar minerador )
https://github.com/tpruvot/cpuminer-multi/blob/linux/README.md
https://www.youtube.com/ watch? v=JfiYOES3zL4
https://www.youtube.com/ watch? v=CfQg6NqjnE0

Sobre a moeda BSD

Carteira / Wallet  – Eu usei na pool suprnova uma carteira da Exchange Bittrex

https://chainz.cryptoid.info/bsd/ (blockchain explorer)

Quer saber quanto vale esse moeda, clique aqui.


 

Não esqueci quem usa windows, basta baixar esse arquivo e alterar o e-mail no start.bat;

 

 

 

Publicado em Computadores e a Internet, Criptomoedas, linux, ubuntu | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários