Software Livre: Liberdade ou Prisão?

O texto abaixo não é de minha autoria, mas reproduzo aqui para servir de base para uma discussão  sobre software livre.

Em uma parceria com a “Unix Universe” vou reproduzir alguns textos, aqui no nosso Blog, quero desde já agradecer a autorização para a reprodução desses conteúdos.


 

# Unix Universe – Análise Opinativa #
.
> Software Livre: Liberdade ou Prisão? <
.
.
Vocês, nobres usuários do linux e conhecedores do software livre, sabem que o software livre pode ser sinônimo de liberdade; mas será que você não é refém dessa filosofia de liberdade?
.
Sabemos que a filosofia do software livre prega as seguintes “regras”:
.
1ª liberdade: A liberdade de executar o software, para qualquer uso.
2ª liberdade: A liberdade de estudar o funcionamento de um programa e de adaptá-lo às suas necessidades.
3ª liberdade: A liberdade de redistribuir cópias.
4ª liberdade: A liberdade de melhorar o programa e de tornar as modificações públicas de modo que a comunidade inteira beneficie da melhoria.
.
Não nego que estas 4 liberdades são fundamentais e importantes, no entanto, são essas as únicas liberdades que o software livre nos “impõe”.
Existem pessoas que levam estas 4 liberdades a ferro e fogo.
Sem desmerecer ninguém, um sistema 100% livre funciona para essas pessoas.
Livre de drivers proprietários (usando Nouveau em GPU NVIDIA por exemplo) ou ainda livre de softwares como o browser Mozilla Firefox, que apesar de parcialmente código aberto, possui licença restritiva. Adicionalmente, os pacotes de software da Mozilla Foundation incluem logos, ícones, a palavra “Mozilla”, e referências a outras marcas.
.
A fundação Mozilla utiliza a seguinte política para restringir a redistribuição: a obrigação de inclusão de citação do autor, de forma similar à “obnoxious advertising clause” (cláusula de propaganda detestável, como era chamada pelo projeto GNU) das primeiras versões da licença BSD; e a impossibilidade de menção quando determinado projeto é derivado de qualquer versão da suíte Mozilla, do Firefox ou softwares relacionados. Por essas e outras, nem o Firefox dito Livre escaparia dessa política.
.
Mas por que funciona para essas pessoas? Provavelmente porque usam aplicações básicas que existem entre as ferramentas GNU e que atendem as suas necessidades, ou porque provavelmente estas pessoas tem um computador bom mas que não jogam, porque não gostam mesmo, simples assim.
.
Eu não tenho nada contra o software livre. Nada. Se o usuário quer usar um sistema como o GNU/Linux Trisquel totalmente gratuito, livre e open souce, isso é um direito dele.
.
O que mais me perturba são os ataques e a falta de respeito de alguns membros dessa mini organização fanática pelo GNU, em seu mundo onde pregam que todos tem que usar ferramentas GNU somados ao Kernel Linux Libre, onde não constam nenhum tipo de software considerados por eles “não livres”. Caso você esteja usando Ubuntu por exemplo, que tem um Kernel cheio de drivers proprietários, já está ferindo a 4° liberdade de que não poderá tentar melhorar estes drivers proprietários que constam no Kernel. Se eu sou um mero usuário, modificar esses drivers está longe do meu interesse.
.
# GNU/Linux: Por que?! #
.
Resumidamente o Linux é o Kernel e o GNU são as ferramentas que, somadas ao Kernel formaram o Sistema Operacional, no entanto o Linux não precisa necessariamente das ferramentas GNU para rodar, da mesma maneira que os softwares GNU independem do Kernel.
Por isso não vejo necessidade de chamar o sistema de Linux e não GNU/Linux, não estou menosprezando o pessoal do GNU, apenas não chamo de “liberdade” seguir 4 regras o tempo todo, penso que me “prender” a 4 regras não é nem de longe ser livre! Acho legal demais estas 4 liberdades, todo software deveria te-las, mas nunca as segui ao pé da letra.

# Minha distribuição é a melhor! #
.
Isso ainda é um incômodo problema… e como incomoda!
Uma enorme vantagem dos sistemas Linux, e talvez este seja seu calcanhar de Aquiles, é o fato deste ter uma centena de versões diferentes que são popularmente conhecidas como distribuições.
.
Mas afinal qual a melhor?
Eu te respondo, por experiência pessoal, que não existe a melhor.
A melhor é aquela que atende suas necessidades.
Tem quem vai se dar bem com o Gentoo, outros preferirão o Manjaro, tem quem ame o Ubuntu, outros preferem o Debian, não existe tempo ruim. Todos tem em comum o fato de serem Linux. E tal qual deveriam receber tratamento e respeito igual entre os membros dos diversos grupos dessa enorme internet.
.
Sou um novato do mundo Linux.
Sim, um mero novato nesse universo. Conheço o sistema a apenas 2 anos, a 1 ano utilizando somente Linux como sistema principal e já me sinto importante o suficiente pra “sentar na janela”; criar conteúdo, comentar, criei essa página… Tento ensinar muita coisa a todos da mesma maneira que aprendo também. É raro um post tutorial que eu não tenha testado o comando pessoalmente.
.
Mesmo com bagagem suficiente pra manter uma página que fala de todos os sistemas baseados em UNIX, ainda tenho muito o que evoluir como usuário de linux, como pessoa. Eu mesmo sou um exemplo de quem tem grande orgulho por usar o Linux e tem dificuldade de lidar com pessoas com opinião diferente da minha, principalmente quando falam que tal distro é melhor que a minha.
.
Não culpo ninguém aqui, essa história vai longe. Existem dezenas de distros Linux e cada uma tem um alvo. E tem aquela que se encaixa como uma luva para você, sanando todas as suas necessidades cotidianas e sendo a “melhor distro de todas”.
.
# Grupos de Linux no Facebook #
.
Na verdade esta parte complementa o subtítulo anterior!
Como dono da UNIX Universe e produtor de conteúdo, preciso sempre estar aberto a novas ideias para produção de tutoriais, notícias, análises e etc.
Realmente existem muitos bons grupos e usuários avançados com muita experiência para promover conteúdo e ajudar os novatos.
.
No entanto, existem aqueles grupos que colocam uma determinada distribuição que usam como a melhor, aquela que não tem defeitos, a toda poderosa (a “deusa” das Distribuições Linux). Estes grupos não permitem que se fale em outra distribuição e nem divulgação de algum material, mesmo que este material englobe o Linux em si.
Já recebi má resposta de grupos específicos de usuários metidos a entendedores que não admitem um conteúdo mediano mas que prezam somente conteúdos super avançados vindas de usuários de distribuições pouco amigáveis como o Gentoo ou o LFS.
.
Existem postagens que são para qualquer Distribuição Linux, como por exemplo posts sobre formatação, configuração de partições, instalação de pacotes binários ou mesmo compilados… “Mas não! Aqui é um grupo de Fedora, não pode divulgar esse tutorial de instalação de um kernel pré compilado em .deb porque você usa Debian!” E isso, que eu citei o kernel .tar.gz no tutorial, era pro post englobar todos os usuários.
.
# Considerações finais #
.
Não fiz esse post com a pretensão de desmerecer os mais diversos tipos de usuários citados ao longo do texto. Eu apenas expus uma opinião, esta é uma Análise Opinativa. Para mim, não existe uma liberdade se estou me prendendo a 4 regras filosóficas que mais valem na teoria do que na prática; eu quero copiar o Linux, distribui-lo, modifica-lo, divulga-lo; no entanto, quero jogar, escutar meu .mp3 (que não é mais proprietário), usar Google e seus softwares, usar driver Nvidia porque o Noveau é ruim para jogos. Quero ser um usuário livre pra escolher sob quais softwares livres e não-livres eu vou basear minha vida virtual.
Da mesma maneira que eu quero ser livre pra falar de linux e não receber críticas, sofrer “bullying” pela distribuição que escolhi como minha favorita.
.
Respeito você usuário puritano e respeito você que acredita que sua distribuição mais “pura” é a melhor. Acredite ou não, eu sou Livre e também uso Software proprietário, dentro da lei todos os meu Jogos eu comprei!
.
Existe esse orgulho, essa necessidade constante de se sentir aceito num seleto grupo de usuários, ser um “floquinho de neve, panda, comedor de Nutella” do Tumblr; ser um barbudo, com óculos, sem vida social, que ama compilar módulos e kérneis para matar o tempo enquanto usa somente o Terminal.
.
Faça o que acredita ser certo, respeitando a ideia de verdade do outro.
Quando você se olha no espelho, você vê a sua verdade e não a do próximo, queira ou não, sua verdade não é única.
Seja Livre e use o linux que quiser, da maneira que quiser. Seja ele literalmente composto de software livre ou não.
.
A verdadeira liberdade, está em poder escolher.
.
Fontes:
Como Richard Stallman usa a internet:
https://www.manualdousuario.net/richard-stallman-computador/
Licença do Firefox:
https://pt.wikipedia.org/…/Licen%C3%A7a_p%C3%BAblica_Mozilla
.
#UNIXUniverse

 

– – / / – –

—- [ Conheça nosso sistema de gestão comercial: POWER Admc ] —-

https://poweradmc.wordpress.com/

 

Anúncios

Sobre Carlos Susviela

Programador (Desktop / web) WebDeveloper (Sistemas e páginas internet) Técnico Informática / Criptomoedas http://www.PowerInformatica.com.br --------------------------- Torcedor: S.C. Internacional / RS / Brasil
Esse post foi publicado em Computadores e a Internet, linux, ubuntu e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s